Ninguém se salva sozinho – o Papa Francisco desenvolve a dimensão comunitária do Batismo

16/01/2014 10:31

Na passada quarta-feira começamos um breve ciclo de catequeses sobre os Sacramentos, iniciando pelo Batismo. E sobre o Batismo gostaria de dar a minha atenção também hoje, para sublinhar um fruto muito importante deste Sacramento: esse faz-nos tornar membros do Corpo de Cristo e do Povo de Deus.

O Batismo faz de nós membros do Corpo de Cristo e do Povo de Deus – afirmou o Papa Francisco. Como de geração em geração se transmite a vida, também de geração em geração, através da fonte batismal, se transmite a graça e, com esta graça, o Povo cristão caminha no tempo como um rio que irriga a terra e espalha pelo mundo a Bênção de Deus – concretizou o Santo Padre que lançou neste momento uma afirmação clara de que sozinhos não nos podemos salvar:

Ninguém se salva sozinho. Somos comunidade de crentes e, na comunidade, experimentamos a beleza de partilhar a experiência de um amor que precede a todos nós, mas, ao mesmo tempo, pede para sermos, uns para os outros, “canais” da graça, apesar das nossas limitações e pecados. A dimensão comunitária não é uma espécie de moldura, mas parte integrante da vida cristã, do testemunho e da evangelização.“

E neste momento da sua catequese o Santo Padre recordou o caso histórico da comunidade cristã no Japão:

A propósito da importância do Batismo para o Povo de Deus, é exemplar a história da comunidade cristã no Japão: no início do século dezassete, abateu-se sobre ela a perseguição, houve numerosos mártires, os membros do clero foram expulsos e milhares de fiéis assassinados, vendo-se então privada de sacerdotes e forçada a viver na clandestinidade. E quando nascia uma criança o pai ou a mãe batizavam-na porque todos podemos batizar.”

Quando dois séculos e meio depois, os missionários voltaram a gozar de liberdade, aquela Igreja local apareceu formada por milhares de cristãos; eles tinham mantido, mesmo em segredo, um forte espírito comunitário, porque o batismo lhes tinha feito um só corpo em Cristo.

Podemos aprender tanto com esta história.

No final da audiência o Papa Francisco saudou também os peregrinos de língua portuguesa:

Dirijo uma cordial saudação aos peregrinos de língua portuguesa, presentes nesta Audiência, especialmente aos grupos vindos do Brasil. Queridos amigos, todos os batizados estão chamados a ser discípulos missionários, vivendo e transmitindo a comunhão com Deus. Em todas as circunstâncias, procurai oferecer um testemunho alegre da vossa fé. Que Deus vos abençoe!

O Papa Francisco a todos deu a sua bênção.” (RS)

—————

Voltar



Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!