Filipinas: novo Cardeal pretende trabalhar pela paz e diálogo com muçulmanos

17/01/2014 08:24

Manila (RV) - O Arcebispo filipino Dom Orlando Quevedo, nomeado Cardeal pelo Papa Francisco, assegurou que pretende fomentar a paz e o diálogo entre as religiões em Mindanao, região sul das Filipinas martirizada há décadas por uma guerrilha separatista muçulmana.

“Rezo para poder contribuir para o bem do povo de Mindanao e para paz e o diálogo entre os grupos de diferentes crenças de Mindanao”, ddeclarou Dom Quevedo numa entrevista radiofônica reproduzida pelo portal Inquirer.

Dom Quevedo é Arcebispo da Diocese de Cotabato, localizada na região autônoma muçulmana de Mindanao, assolada por uma rebelião muçulmana separatista, que já provocou a morte de milhares de pessoas. Representantes da Igreja Católica filipina descrevem Dom Quevedo como “uma pessoa comprometida com o processo de paz na região”.

O Bispo de Isabela de Basilan, Dom Martin Jumoad, tem confiança de que Dom Quevedo ajudará no fortalecimento das negociações que o governo mantém com a Frente Moro de Libertação Islâmica. “Sua voz pode ajudar a selar o acordo entre muçulmanos e cristãos na região”, destacou Jumoad.

O Cardeal filipino que classificou sua nomeação como “surpresa total”, expressou também sua intenção de lutar contra a corrupção.

O Arcebispo de Cotabato é o oitavo Cardeal das Filipinas, o país com maior número de católicos da Ásia, cerca de 77% da população. (JE)

—————

Voltar



Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!